Rádio Itatiaia Catuaba

Folia em debate

Os investimentos para o Carnaval do ano que vem em Belo Horizonte foi discutido em uma audiência da Câmara Municipal nessa segunda-feira (16). A audiência foi convocada pelo vereador Gilson Reis (PCdoB), que considera o ponto central a necessidade de ter um processo de financiamento que dê aos blocos de rua, aos blocos caricatos e às escolas de samba desfiles cada vez melhores.

“Achamos que é preciso ter mais transparência na divisão desses recursos. Estamos propondo a criação de uma comissão permanente do Carnaval”, afirmou o vereador.

Representante das cervejarias artesanais mineiras, Cristiano Lamego reivindica que o setor possa comercializar seus produtos. “A gente acredita que não seja possível que a comercialização de produtos locais seja impedida por um edital que privilegia uma determinada empresa. A gente quer que o mercado seja aberto para os produtos locais”, declarou Lamego.

O diretor de eventos da Belotur, Gilberto Castro, afirmou que recebeu uma solicitação da Câmara para envio de prestação de contas de todos os gastos referentes ao Carnaval deste ano. A empresa pública tem 30 dias para enviar o relatório.

Representantes de blocos de rua pediram a criação de uma comissão que discuta a folia durante todo o ano.

Outras Notícias

Crise financeira

Sem dinheiro, cidades mineiras decidem novamente cancelar preparativos do Carnaval

Cobertura especial

Carnaval de Belô: ensaios de blocos começam nas ruas da capital a partir deste sábado

Folia em 2019

Mais de 13 mil ambulantes se cadastram para trabalhar no Carnaval de Belo Horizonte em 2019